"/> PET NA TOCA

PET NA TOCA

Herói em campo, o sérvio Petkovic chega para compor novo modelo de gestão do Departamento de Futebol do clube. E ainda chega em um momento que ele bem conhece: um dia de Ba-Vi

03.05.2017

Já temos a confiança no nosso elenco. Se o que falta para vencermos no Ba-Vi são os fatores emocional e motivador, não tem nada melhor do que ter um dos maiores ídolos do Vitória de volta à sua casa. O Vitória apresentou Petković, nesta quarta-feira (3), como o Gerente de Futebol Profissional do clube, dentro de um novo modelo de gestão. Logicamente, o gringo não poderá entrar em campo, apesar da boa forma do alto dos seus 44 anos. Porém, ao lado de Sinval Vieira, será o homem responsável pela reestruturação do setor mais importante do clube.

“É um prazer enorme voltar para minha casa. O Vitória abriu as portas para mim no Brasil, nunca escondi meus agradecimentos ao Leão. O clube me deu essa oportunidade, essa confiança, fiz o melhor possível e agora, quase 18 anos depois, tenho a oportunidade de voltar aqui. Estou sendo apresentado hoje, qualquer um que chega tem que assumir seus postos de trabalho. Acho importante para dar força e experiência para nosso time. Independe do momento, faço parte do Vitória. Já faço parte do clube há 20 anos, nunca escondi que foi um clube que sempre torci no Brasil”, assegura Pet.

O novo gerente almoçou com o elenco e depositou toda sua confiança nos guerreiros da batalha desta quarta-feira (3), diante do rival, na Fonte Nova. “Nosso grupo está invicto no Baiano, com merecimento. Temos uma vantagem contra o rival, os jogadores merecem isso, esse elenco se esforçou para chegar onde chegou, por isso tem a vantagem. Nós vamos fazer de tudo para ganhar e conquistar esse troféu, dar para a torcida um ânimo para o Campeonato Brasileiro que já vem em seguida. São pontos corridos e você precisa de regularidade e continuidade no trabalho”, assegura o sérvio.

DEJAN PETKOVIC

Dejan Petković chegou no Vitória em 1997 para se tornar um ícone na história rubro-negra. Pet trocou o Real Madrid pelo Leão e fez 90 jogos pelo rubro-negro, marcando 58 vezes. Foi campeão baiano e da Copa do Nordeste. Se despediu do clube em 1999, mas a paixão pelo clube nunca saiu do gringo. Após 18 anos, Pet está de volta ao seu santuário, o Barradão. Nosso ídolo chega em um de seus momentos preferidos no futebol: no dia de um clássico. Dia de um Ba-Vi.

Ídolo por onde passou, Petković foi eleito Craque do Brasileirão em 2005 e 2009, e vencedor do Prêmio Bola de Prata nos anos 2004, 2005 e 2009. Após a aposentadoria como jogador em 2011, Pet se preparou para permanecer no mundo da bola, mas nos bastidores. Em 2012 se formou em Gestão Desportiva, pela Real Federação Espanhola de Futebol, e em 2014 adquiriu licença da UEFA para exercer a profissão como técnico de futebol. O craque chegou a ser técnico da base do Atlético Paranaense, além do time principal do Criciúma e do Sampaio Corrêa, e agora, assume o cargo de Gerente de Futebol Profissional no seu time do coração.

#PegaLeão