"/> MATOU A SAUDADE

MATOU A SAUDADE

Torcida comparece em ótimo número, Denílson faz dois e Vitória vence jogo-treino contra o Atlântico

12.01.2018

Com a presença de 3.698 de torcedores que praticamente lotaram as cadeiras do Barradão, o Vitória venceu por 2 x 1 o jogo-treino disputado contra o Atlântico na tarde desta sexta-feira (12). O teste serviu para o técnico Vagner Mancini observar o time que estreia oficialmente na temporada contra o Globo (RN), dia 16, pela Copa do Nordeste. Um dos novos contratados, o atacante Denílson foi o artilheiro. A torcida aplaudiu os jogadores ao final do jogo-treino.

A baixa foi o zagueiro Ramon. Nos minutos finais ao tentar finalizar um lance na área do Atlântico, sofreu uma luxação no cotovelo esquerdo ao cair por cima do braço. O atleta será examinado para saber a gravidade da lesão.

 

O JOGO-TREINO

A torcida veio em peso prestigiar o Leão e vibrou com algumas jogadas. O time, logicamente, apesar de ter mantido a base de 2017, sofreu com a falta de ritmo. Além disso, o Atlântico exerceu forte marcação e dificultou as ações do Rubro-negro, que não pôde contar com o colombiano Santiago Tréllez. O goleador precisou ir ao seu país tratar de assunto pessoal.

Sempre tomando a iniciativa, o Vitória abriu o placar aos 21 minutos do primeiro tempo. O novato Bryan cruzou na medida para Denílson escorar com a cabeça.

No intervalo, Vagner Mancini trocou o goleiro Fernando Miguel por Caíque. O segundo gol saiu aos 18 minutos e da cobrança de escanteio feita por Neílton. Após sobre limpa na área, Denílson  ajeitou e escolheu o canto para ampliar.

Com 2 a 0, Mancini modificou a zaga fazendo entrar Bruno e Ramon, colocou Lucas Marques no lugar de Fillipe Soutto e Jhemerson no de Uillian Correia. Por último, entraram o goleiro Ronaldo e o atacante Rafaelson.

O gol de honra do adversário foi assinalado por Alan aos 30 minutos.

O Vitória jogou com: Fernando Miguel (Caíque) (Ronaldo), Lucas, Kanu (Ramon, Wallace (Bruno) e Bryan; Fillipe Soutto (Lucas Marques), Uillian Correia (Jhemerson), Yago e Neílton (Rafaelson); Denílson e Kieza.

OPERADO

Pela manhã, o meia-atacante Cleiton Xavier foi operado no ombro direito e ficará afastado por ao menos 120 dias, de acordo com o Dr. Luís Filipe Fernandes, especialista em ombro e cotovelo. Cleiton sofreu uma lesão de Bankart ou lesão do labro e a cirurgia foi considerada um sucesso.

Fotos: Maurícia da Matta/EC Vitória