"/> EMPATE SEM GOLS

EMPATE SEM GOLS

Vitória empata em 0x0 com o Paraná e dá adeus à Copa do Brasil. O Leão havia perdido a partida de ida, por 2x0, no Barradão

20.04.2017

O domínio na posse de bola não foi transformada em gol. O rubro-negro baiano ficou apenas no empate sem gols, nesta quarta-feira (19), diante do Paraná, em Curitiba, dando adeus à Copa do Brasil. O Leão acabou pagando caro pela derrota na partida de ida, ainda no Barradão, por 2×0, na semana passada.

Já esperando um Paraná retrancado, o Vitória entrou em campo modificando, colocando Euller no meio para dar mais velocidade no setor, principalmente com a ausência de Gabriel Xavier, machucado. O Leão quase não sofreu ataques do tricolor paranaense, que se limitava apenas nos contra-ataques. Se o domínio era todo do Leão, a dificuldade de furar o forte bloqueio do adversário era o principal desafio. Apenas Cleiton Xavier conseguiu uma boa chance, após cabeçada.

No segundo tempo, uma repetição do primeiro. Com um Vitória aberto, os paranaenses aproveitavam os contra-ataques, enquanto o rubro-negro baiano tocava a bola e esperava a melhor oportunidade. Pineda, aos 34 minutos, quase faz dentro da pequena área. Em seguida, foi a vez de Jhemerson bater de primeira. O goleiro acabou fazendo milagre. O 0x0 acabou sendo o placar cravado, eliminando o Leão da Copa do Brasil.

O próximo compromisso do Vitória é com o Vitória da Conquista, pelo Campeonato Baiano. O jogo será no próximo domingo (23), às 16h, no Barradão. O elenco treina nesta quinta-feira (20) em Curitiba, viaja para Salvador após o almoço e serão liberados na chegada. Retornam ao treino nesta sexta-feira, à tarde.

FICHA TÉCNICA
Paraná 0x0 Vitória (Copa do Brasil)
Local: Estádio Durival de Britto, em Curitiba (PR)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro, auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Pablo Almeida da Costa.
Cartões amarelos: Bruno Ramires, André Lima e Geferson (Vitória)
Paraná: Léo; Júnior, Airton, Eduardo Brock e Rayan;  Jhony, Alex Santana e Renatinho (Diego Tavares); Robson (Jonas), Italo (Guilherme Biteco) e Nathan. Técnico: Wagner Lopes.
Vitória: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Fred e Geferson; Bruno Ramires (Pineda), Willian Farias (Uillian Correia), Cleiton Xavier e Euller (Jhemerson); David e André Lima. Técnico: Argel Fucks.